Projeto alagoano de educação ambiental é destaque em congresso nacional sobre resíduos sólidos

 

Viva Ambiental - Trapiche depoisViva Ambiental - Poço AntesViva Ambiental - Ponto Vivo

Com a proposta de desativar pontos críticos de descarte de lixo na capital alagoana, o projeto Ponto Vivo, idealizado pela empresa de limpeza urbana Viva Ambiental, do grupo Estre Ambiental, foi destaque no II Congresso Brasileiro de Resíduos Sólidos/ IV Epersol, realizado no início de agosto, em Recife. A ação recebeu menção honrosa pelos resultados alcançados ao longo dos cinco anos de atuação na cidade: são 23 bairros beneficiados e 125 locais de entulho transformados em Pontos Vivos, ou seja, áreas recuperadas, limpas e devidamente podadas com mudas de pequeno e médio porte. Desse total, 111 ainda estão ativos e continuam recebendo fiscalização e manutenção periódica de equipes de limpeza da Viva Ambiental.

“Estamos muito satisfeitas com o resultado, a população aderiu bem à proposta”, comemora a tecnóloga da Viva Ambiental e uma das criadoras do projeto, Angélica Pimentel. ”O nosso trabalho é diário e o processo de conscientização ambiental foi fundamental para o desenvolvimento do Ponto Vivo”, destaca.

Ponto Vivo

O Projeto Ponto Vivo foi criado em janeiro de 2010 pelas tecnólogas Cássia Araújo, Angélica Pimentel e Ivana Farias, da Viva Ambiental, com o objetivo de reduzir a quantidade de resíduos sólidos urbanos (RSU) descartados de forma inadequada em pontos viciados de Maceió.  A eliminação dos locais de descarte dos entulhos se dá através de uma série de etapas definidas e executadas pela equipe do projeto, que fica responsável pela limpeza e arborização do ponto viciado, além da promoção de uma educação ambiental com a sociedade e responsáveis pelo descarte.

Anúncios

Categorias: notícias de nossos clientes

Siga a a+mais

Acompanhe as mais recentes notícias de nossos clientes.

%d blogueiros gostam disto: